"Odeio aniversários. Na verdade, odeio tudo onde eu seja o centro das atenções, odeio ser apresentado a parentes que dizem ter trocado as minhas fraldas, odeio apresentações em público, principalmente quando sou eu quem está falando, odeio me sentir o porta-retrato da mesinha da sala onde todos passam e tocam ou o arranjo da mesa do centro da sala, onde as pessoas elogiam à vista e falam mal as costa, odeio chamar atenção, odeio ser visto, ser tocado, odeio ser cumprimentado por pessoas falsas que só sabem o meu nome porque ouviram por ai, odeio ser algo especial para alguém hoje e amanhã voltar a ser nada. Prefiro ser nada sempre, prefiro me sentir invisível sempre, prefiro me aproximar da morte sozinho, porque isso é aniversário e eu odeio aniversários."

Enzo Menezes . (via o-lerdo)

(Source: declarator, via o-lerdo)

+ Load More Posts